31 de jul de 2014

Primeira sessão de djumbai com jornalistas



Teve inicio no dia 30/07, a primeira das sessões de djumbais com jornalistas, com o tema Jornalismo, Ética e Direitos Humanos, ministradas pelo Jornalista e investigador do CesA Pedro Rosa Mendes. Ao contrário do que estava previsto as sessões não foram realizadas na segunda e na terça feira, devido ao feriado de Ramadão.

A Primeira sessão teve inicio às 08h30 e nela tratou-se de conceitos gerais sobre direitos humanos, instrumentos normativos internacionais relacionados aos media e Direitos humanos.

Ao final o debate recaiu sobre como os meios de comunicação têm sido utilizados por jornalistas, na Guiné-Bissau, tendo em conta a perspectiva de Direitos Humanos. 

28 de jul de 2014

Djumbai temático: Jornalismo, Ética e Direitos Humanos

COMUNICADO DE IMPRENSA 

Entre 28 de julho e 01 de agosto do corrente ano, no âmbito do projecto Observatório dos Direitos, criado pela LGDH em parceria com a ACEP e o CEsA, com o financiamento da União Europeia e do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, vão ser realizadas sessões de Djumbais sobre Jornalismo, Ética e DireItos Humanos.

25 de jul de 2014

Comunicar direitos humanos: última sessão do djumbai com organizações da sociedade civil





Hoje teve lugar a última sessão dos djumbais com as Organizações da Sociedade Civil (OSC), cujo objectivo é iniciar um processo de construção de uma estratégia de comunicação em direitos humanos.

A última sessão centrou-se na utilização das novas tecnologias digitais por parte das OSC. Durante os trabalhos foram analisados novos instrumentos de tratamento e análise de dados e a sua influência na mudança de comportamentos e na construção de uma memória histórica. Debateu-se sobre os riscos de segurança e confidencialidade existentes na utilização dos instrumentos e a experiência de outros países sobre a participação da sociedade civil no controle e acompanhamento da gestão de políticas públicas.

O debate permitiu vislumbrar as possibilidades que se abrem para as OSC em termos de comunicação, acesso à informação e a conexão de comunidades e ainda a importância do uso desses instrumentos na área dos Direitos Humanos, na medida em que permitem análises mais abrangentes, maior visualização e são na maioria gratuitos e de fácil acesso.

Chamou-se também a atenção para o facto de esses instrumentos serem um meio e não um fim no tratamento dos Direitos Humanos a ser dado pelas OSC, na medida em que se pode confundir a mera utilização desses instrumentos com a produção de resultados/efeitos.

No encerramento, o Coordenador do projecto, Victorino Indeque proferiu algumas palavras de agradecimento aos participantes e ao animador e frisou a importância da actividade para o Observatório e para as diferentes OSC.    

Ao longo da semana estiveram presentes nas sessões as seguintes organizações:

  • ACOBES
  • AFG
  • ALTERNAG
  • AMIC
  • CASA DOS DIREITOS
  • FADPD-GB
  • LGDH
  • MOVIMENTO ACÇÃO CIDADÃ
  • PLATAFORMA POLÍTICA DAS MULHERES  
  • RAJ-BM
  • REMPSECAO
  • RENAMPE-GB
  • RENLUV
  • RECEPT-GB
  • SMN
  • TINIGUENA 

Estiveram, ainda, presentes o IMC e o EU-PAANE 

23 de jul de 2014

Djumbai com as Organizações da Sociedade Civil prossegue esta semana


 


Teve lugar, hoje, a terceira sessão de djumbai com as Organizações da Sociedade Civil. A sessão teve natureza mais prática e nela tratou-se da organização de campanhas em Direitos Humanos.

Foi feita a análise dos desafios comunicacionais que se verificam nas questões de género, impunidade e incitação ao ódio, temas estes escolhidos pelos participantes que se dividiram em dois grupos para a realização de exercícios práticos.

Os dois grupos, então, debateram sobre a aplicação prática da comunicação em campanhas de sensibilização sobre a utilização dos media para fazer justiciamento, debater a utilização de instrumentos de diferentes áreas para uma melhor compreensão e construção de estratégias de comunicação mais eficazes.

Os participantes apelaram para a necessidade de se atentar e verbalizar questões prementes e delicadas como a impunidade e o incitamento ao ódio, sob pena do seu agravamento.  

21 de jul de 2014

Arranque da primeira sessão de Djumbai com as OSC guineenses





Teve hoje início a semana de sessões de djumbais com as Organizações da Sociedade Civil guineenses sobre a Elaboração de uma Estratégia de Comunicação em Direitos Humanos, organizada no âmbito do projecto do Observatório dos Direitos.

Na sessão de abertura, animada pelo investigador do CEsA e jornalista Pedro Rosa Mendes, tratou-se de aspectos gerais relativos à definição de uma estratégia de comunicação das Organizações da Sociedade Civil guineense em direitos humanos.

A sessão teve por tema principal a análise e a compreensão de conflitos a partir do caso guineense e a importância de conhecer o contexto.

As sessões de djumbai com as Organizações da Sociedade Civil terão lugar na Casa dos Direitos, até sexta-feira, dia 25 de Julho.

18 de jul de 2014

COMUNICADO DE IMPRENSA

Sessão de djumbai sobre a Elaboração de uma Estratégia de Comunicação das Organizações da Sociedade Civil no domínio dos Direitos Humanos

15 de jul de 2014

Diagnóstico de competências das Organizações da Sociedade Civil guineenses de Direitos Humanos

Na semana passada, a equipa do observatório esteve reunida com a consultora Catarina Schwarz, contratada para a elaboração de um estudo de diagnóstico de competências das organizações da sociedade civil de direitos humanos. 

Este estudo está a ser realizado no âmbito do reforço de capacidades/competências da LGDH e de outras OSC de Direitos Humanos,  e inclui um conjunto de actividades, que terão por base a realização de um diagnóstico, focando as atenções nas competências no domínio dos direitos humanos e por tipos de actividades  (neste diagnóstico principalmente monitoria, advocacia, comunicação, sensibilização). O Diagnóstico deverá também identificar áreas e modalidades de formação prioritárias a desenvolver.

No final da realização do estudo este será publicado para ampla divulgação, de forma a que as diversas organizações tenham maior acesso a informação especializada e possam integrar de forma mais significativa a problemática dos Direitos Humanos. 

4 de jul de 2014

Visita a Bafatá e Gabú

Equipa do Observatório no estabelecimento prisional de Bafatá


Encontro com os populares da tabanca de Luanda em Gabu

No dia 4 de Julho a equipa do Observatório foi a Bafatá. Na cidade, realizou-se um primeiro encontro com as autoridades policiais, que serviu para fazer uma primeira divulgação e sensibilização sobre o projecto e se pôde constatar a situação do referido estabelecimento.

No mesmo dia, saindo de Bafatá, a equipa do Observatório seguiu viagem para Gabú, mais a leste do país. Em Gabú, a equipa reuniu-se com as autoridades policiais no Comissariado de Polícia e posteriormente teve um encontro no Centro de Saúde de Gabú. Nas duas instituições realizou-se a divulgação e sensibilização sobre o projecto e sobre o trabalho da antena da região.

Por fim, realizou-se um encontro com a comunidade da tabanca de Luanda, ainda na região de Gabú, com o objectivo de informar e sensibilizar a população local sobre o projecto e a importância do seu apoio para os trabalhos da antena da região.