12 de dez. de 2018

Entrega do Prémio Jornalismo e Direitos Humanos de 2018

Decorreu no dia 10 de Dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos, a entrega do V Prémio Jornalismo e Direitos Humanos, promovido pelo Observatório dos Direitos. O Observatório foi representado na cerimónia, que decorreu na Assembleia Nacional Popular, pelo Presidente da Liga Guineense dos Direitos Humanos, Dr. Augusto Mário, cujo discurso está disponível aqui. Este ano, a entrega do prémio foi realizada durante a celebração do septuagésimo aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos, em parceria com UNIOGBIS e com a Assembleia Nacional Popular, tendo contado com a presença de todos os órgãos de soberania da Guiné-Bissau e membros do corpo diplomático. Os vencedores do prémio foram os seguintes: Categoria Imprensa Escrita Jacimira Segunda Sai – Jornal Donos da Bola Trabalho intutulado Drama dos moradores de Cuntum: o Bairro está em perigo, reportagem que espelha a ausência de esquadra, centro de saúde, escolas públicas e a situação deplorável do mercado local. Categoria Radio de âmbito nacional ou comunitária Iancuba Dansó – Radio Capital FM Trabalho intitulado Agressão às liberdades, difundido na Radio Capital no dia 19 de Agosto de 2018 no noticiário das 13H00 e das 22H00. Categoria Televisão de âmbito nacional ou comunitária Lamarana Culubali – Televisão comunitária de Kelele Trabalho intitulado Mindjer na Tabanca, difundido na Televisão comunitária de Kelele no mês de Setembro de 2018. Cada premiado recebeu 150.000 CFA. O Observatório dos Direitos é uma iniciativa de monitoria da situação dos direitos na Guiné, e é dinamizado pela Liga Guineense dos Direitos Humanos, a Associação para a Cooperação Entre os Povos (ACEP) e o Centro de Estudos Sobre África, Ásia e América Latina (CEsA-ISEG). O Observatório tem co-financiamento da Cooperação Portuguesa.

4 de dez. de 2018

QUINZENA DOS DIREITOS 2018 | CASA DOS DIREITOS | GUINÉ-BISSAU


Dezembro marca o regresso da Quinzena dos Direitos, que já vai na sua 4ª edição, uma iniciativa promovida pela Casa dos Direitos e ONG associadas, à qual se juntam outras organizações nacionais e internacionais que trabalham questões relacionadas com Direitos Humanos na Guiné-Bissau.
A Quinzena é inaugurada este sábado, dia 1 de Dezembro, na Casa dos Direitos, a partir das 10h, numa sessão que conta com a presença de representantes do Estado, membros de organizações da sociedade civil e outros convidados.


ACEDA AQUI AO PROGRAMA DETALHADO


DEBATES. Ao longo de duas semanas, decorre em vários espaços de Bissau e um pouco por todo o país um programa de debates sobre o trabalho em rede das ONG no país, incidindo sobre temáticas como o papel das mulheres, a situação das pessoas com deficiência, o direito à saúde, o acesso à Justiça e a situação das prisões, entre outros temas relacionados com Direitos Humanos.​

FEIRA DO LIVRO.Será também organizada a quarta edição da Feira do Livro, com títulos dedicados aos Direitos Humanos e ao Desenvolvimento, e à literatura sobretudo africana, que ficará patente na Casa dos Direitos e no Centro Cultural Português (CCP) a partir de dia 5 de Dezembro (quarta-feira) até ao final do certame. A Feira conta com dois pólos, a inauguração acontece primeiramente às 10h na Casa dos Direitos, e mais tarde pelas 16h no Centro Cultural Português.

FOTOGRAFIA E CINEMA. Porque através da arte também se fala de Direitos Humanos, a Quinzena dos Direitos acolhe três exposições fotográficas em torno de diversos temas, como a história da 1ª prisão civil, nos anos 40 do século passado, onde se veio a edificar em 2012 a Casa dos Direitos, as mulheres ´guardiãs de sementes´ e ainda sobre a vida de pessoas com deficiência, e sessões de cinema no Centro Cultural Português sobre Direitos Humanos..

PRÉMIO JORNALISMO E DIREITOS HUMANOS. Como nas edições anteriores, será divulgado o resultado do prémio Jornalismo e Direitos Humanos, promovido pelo Observatório dos Direitos, uma iniciativa da LGDH, da ACEP e do CEsA, numa cerimónia que decorrerá na Assembleia Nacional Popular.

FESTIVAIS NAS REGIÕES. São também actividades inscritas na Quinzena e que incluem um no Norte, em São Domingos, de venda de produtos da terra e dois sobre a temática das migrações, que decorrem no leste e no sul do país.

Estas e outras actividades para participar e acompanhar até dia 15 de Dezembro.
Contamos com a sua presença!


Consulte aqui o evento no facebook








23 de out. de 2018

ABERTO CONCURSO PARA A 5ª EDIÇÃO DO PRÉMIO "JORNALISMO E DIREITOS HUMANOS"



Pelo quinto ano consecutivo, os promotores do Observatório dos Direitos – a LGDH, a ACEP e o CEsA – divulgam este galardão com o objectivo de reforçar o papel dos jornalistas enquanto agentes de mudança de mentalidades na sociedade guineense, estimulando a construção de uma cultura de participação democrática e cívica, com vista à promoção e à defesa dos direitos humanos. 

O concurso inclui um prémio de 150.000 CFA e um conjunto de livros sobre a temática dos direitos humanos para cada uma das categorias seguintes:
a) Imprensa escrita de âmbito nacional;
b) Rádio de âmbito nacional ou comunitária;
c) Televisão de âmbito nacional ou comunitário.


O período para entrega das candidaturas começa a 24 de Outubro e termina a 19 de Novembro de 2018, nos seguintes endereços: 

a) Entrega por correio eletrónico: lgdh6@hotmail.com ou observatoriodireitos.gb@gmail.com;
b) Entrega em suporte papel: Observatório dos Direitos, sito na Casa dos Direitos, Rua Guerra Mendes, Bissau. 

O regulamento do prémio pode ser consultado aqui e o anúncio de abertura aqui.


O anúncio dos vencedores do concurso e a cerimónia de entrega dos prémios serão realizadas nas celebrações no dia Internacional dos Direitos Humanos, 10 de Dezembro de 2018. 

Esta 5.ª edição do prémio conta com o apoio financeiro da Cooperação Portuguesa.

2 de nov. de 2017

ABERTO CONCURSO PARA A 4ª EDIÇÃO DO PRÉMIO "JORNALISMO E DIREITOS HUMANOS"


Pelo quarto ano consecutivo, os promotores do Observatório dos Direitos – a LGDH, a ACEP e o CEsA – divulgam este galardão com o objectivo de reforçar o papel dos jornalistas enquanto agentes de mudança de mentalidades na sociedade guineense, estimulando a construção de uma cultura de participação democrática e cívica, com vista à promoção e à defesa dos direitos humanos.

O concurso inclui um prémio de 150.000 CFA e um conjunto de livros sobre a temática dos direitos humanos para cada uma das categorias seguintes:
a) Imprensa escrita de âmbito nacional;
b) Rádio de âmbito nacional ou comunitária;
c) Televisão de âmbito nacional ou comunitário.
O período para entrega das candidaturas começa a 3 de Novembro 2017 e termina a 28 do mesmo mês, nos seguintes endereços:

a) Entrega por correio eletrónico: lgdh6@hotmail.com ou observatoriodireitos.gb@gmail.com;
b) Entrega em suporte papel: Observatório dos Direitos, sito na Casa dos Direitos, Rua Guerra Mendes, Bissau.
O regulamento do prémio pode ser consultado no site da Liga: www.lgdh.org ou www.observatoriodireitos-guinebissau.blogspot.com.

Esta 4.ª edição do prémio conta com o apoio financeiro da Cooperação Portuguesa.

Consulte o Comunicado de Imprensa e o Regulamento do Concurso.