12 de dez de 2016

RESULTADOS DA 3.ª EDIÇÃO DO PRÉMIO JORNALISMO E DIREITOS HUMANOS


























Já são conhecidos os resultados da 3.ª edição do Prémio Jornalismo e Direitos Humanos, uma iniciativa do Observatório dos Direitos.



















Os vencedores são:
1. Categoria de Rádio, âmbito nacional ou comunitário: Djibril Mandjam, Jornalista da Radio comunitária Voz de Quelelé, com o trabalho intitulado “ O Direito a educação na Guiné-Bissau”
2. Categoria de Televisão, âmbito nacional ou comunitária: Fatumata Binta Camará – Jornalista da TV Kelelé, com o trabalho intitulado “Casamento forçado e precoce”
3. Categoria de Imprensa Escrita: Aissato Só, Jornalista do Jornal O Democrata, com o trabalho intitulado “Mulheres de Guiledji sentem-se abandonadas à morte pelo Estado guineense”

Os prémios foram entregues no passado dia 10 de Dezembro, numa sessão de comemoração do Dia Internacional dos Direitos Humanos, que teve lugar no Estádio Lino Correia, em Bissau.

9 de dez de 2016

OBSERVATÓRIO DINAMIZA ATELIER SOBRE CAMPANHAS DE ADVOCACIA PARA LÍDERES DE ASSOCIAÇÕES JUVENIS

As manhãs da primeira semana da Quinzena dos Direitos foram dedicadas ao atelier “Uma Campanha de Advocacia pelos Direitos", dirigida a líderes e membros de associações juvenis da Guiné-Bissau.












































Durante os cinco dias de formação, passaram pela Casa alguns protagonistas de campanhas de advocacia sobre direitos humanos na Guiné-Bissau, que partilharam a sua experiência com os mais jovens, nomeadamente a campanha contra a lei da amnistia sem justiça, a excisão genital feminina, o corte de madeiras na região de Bafatá e a experiência da rede de solidariedade pela paz na Guiné-Bissau.
























As sessões tiveram lugar na Casa dos Direitos, no âmbito do Observatório dos Direitos, financiado pela UE e co-financiado pela Cooperação Portuguesa.