13 de jul de 2016

Direitos Humanos na Guiné-Bissau: 2.º relatório de indicadores lançado em livro e exposição



A Liga Guineense dos Direitos Humanos (LGDH), através do Observatório dos Direitos, uma iniciativa que está a ser desenvolvida em parceria com a Associação para Cooperação Entre os Povos (ACEP) e o Centro de Estudos sobre África, Ásia e América Latina (CEsA), lançou esta terça-feira em Bissau, o 2.º relatório do Observando Direitos na Guiné-Bissau.

O documento reporta os indicadores de Direitos Humanos nas áreas de Saúde, Educação, Água, Energia, Habitação, Saneamento, Justiça e Meio de Subsistência.

O livro, cuja cerimónia de apresentação foi presidida pelo Ministro da Justiça, Luís Olundo Mendes, na presença do Presidente da Liga Guineense dos Direitos Humanos, Augusto Mário da Silva, do Embaixador da União Europeia na Guiné-Bissau e do Representante da Embaixada Portuguesa em Bissau, apresenta resultados de 2015, ano da segunda recolha de dados do projeto, o que permite fazer já algumas comparações com o ano de 2014.

Igualmente o evento contemplou a apresentação da 2.ª exposição itinerante que espelha os resultados do trabalho do Observatório e que depois será apresentada nas outras regiões do pais.

O evento contou com a presença de mais de 50 representantes das organizações da Sociedade Civil Guineense, Instituições Estatais e Organizações Estrangeiras acreditadas no país.

De referir que o Observatório dos Direitos é um projeto financiado pela União Europeia no montante de 300.000 Euros, co-financiado pelo Camões – Instituto de Cooperação e da Língua, no montante de 44.400 Euros.